Quando as crianças devem parar de mamar no seio ou usar chupeta e mamadeiras

Notícias - dom, 05 de janeiro de 2020 às 21:04

A sucção é a primeira fonte de alimentação e conforto emocional do bebê, na medida que cresce, alimentos além do leite são introduzidos e inicia o processo de transição alimentar. Assim mesmo, o desenvolvimento psicomotor e cognitivo, permite a evolução da comunicação e o relacionamento entre mãe e bebê 
A livre demanda do seio, assim como o uso de chupetas e mamadeiras, deve evoluir gradativamente para a uma dieta balanceada, e um relacionamento mãe e bebê no qual ambas partes tenham suas necessidades físicas e emocionais bem atendidas. 

Desmame Gentil 
Quando amamentamos, chega uma hora que é inevitável pensar no desmame, ele começa aparecer como um pensamento cada vez mais recorrente, especialmente quando o cansaço, seja pela rotina corrida ou as noites mal dormidas, apertam.  Reconhecer na amamentação a presença igualmente importante dos aspectos nutricionais e emocionais permitirá pensar o desmame com a mesma dimensão. Devemos pensar que, apesar de ser necessário dar muita atenção às necessidades nutricionais, o maior desafio enfrentado durante o desmame é atender as necessidades sócio afetivas do bebê crescido ou a criança pequena. Introduzir chupeta ou mamadeira para induzir um desmame do seio, só gera a substituição do objeto de estímulo oral. 

Retirada gentil de chupeta e mamadeira
O processo de retirada de mamadeira e chupeta precisa acontecer no tempo da criança; apesar de termos pressa para evitar os problemas no desenvolvimento orofacial, que podem afetar a fala e a mastigação, devemos cuidar que nesse processo seja respeitado o desenvolvimento afetivo da criança, lhe ensinando outras formas de obter o consolo e conforto para prevenir a aquisição de hábitos orais deletérios que podem ser muito mais difíceis de controlar.

Como ajudar a criança deixar a sucção do seio, chupeta ou mamadeira?
Com um processo gentil e respeitoso. A criança passará a suprir as necessidades nutricionais e emocionais que supre com a sucção (do peito, da chupeta ou da mamadeira) com a dieta saudável, o relacionamento com a mãe, seu entorno familiar e social. Não precisa ser, e não é recomendável que seja feito abruptamente. Esse processo deve levar em consideração a fase de desenvolvimento da criança, suas necessidades de sucção, a aquisição de habilidades de comunicação, sua socialização e conexão afetiva com as pessoas ao seu redor. O papel da mãe, pai e cuidadores será o de guiar a criança em um processo de liberação e aprendizagem rodeando-a de amor, para que ao fim desse caminho a criança consiga se alimentar por outros meios e obter no convívio com sua mãe, pai e familiares o conforto e consolo que obtinha na sucção.


Zioneth Garcia
Dra. Ciências Biológicas - Consultora materna
Amamentação- Sono - Desmame Gentil - Desfralde - Educação Positiva
Contato   47 988213869 ( whatsapp)

Galeria de Fotos:


Voltar ao blog
© 2021 Spaço Mãe e Bebê . Todos os direitos reservados. Desenvolvido por