Pensando no desfralde

Notícias - sex, 20 de dezembro de 2019 às 23:00

O desfralde marca a mudança de bebê a criança. Apesar de sua importância no desenvolvimento da criança, pensamos pouco acerca dele. Os textos de dicas, conselhos práticos e fórmulas abundam na web. Mas de fato o desfralde é um tema pouco estudado que precisa mais cuidado ao ser abordado.

O quê significa o desfralde na vida da criança?
O desfralde é um processo no qual a criança adquire o adequado controle dos esfíncteres que lhe possibilita parar de usar fralda. O controle esfincteriano é uma das maiores competências adquiridas na primeira infância, possibilitando ao indivíduo maior autonomia, convívio social, autoestima e conhecimento do próprio corpo, sendo tais comportamentos derivados de aprendizagens operantes principalmente no contexto cultural e familiar, não se restringindo, portanto, a respostas orgânicas inatas .

Quando deve acontecer o desfralde?
Diversas variáveis ambientais e fisiológicas podem interferir na aquisição dessa habilidade, o que acarreta prejuízos no desenvolvimento, desde déficits comportamentais até doenças relacionadas à excreção e à defecação. O controle de esfíncteres não se induz; ele se adquire durante o desenvolvimento e convívio e por tal razão, a criança irá deixar a fralda no momento que esteja pronta para tal, cada criança tem sua hora.

Socialmente se espera que o desfralde diurno aconteça pelo menos até os 3 anos. O desfralde noturno e o desfralde do cocô pode demorar um pouquinho mais . Não existe uma idade biologicamente determinada, mas uma demanda social crescente após os 2 anos.

Quem decide  a hora do desfralde?
Não esqueça que é a criança quem decide o ritmo; ela é a única que pode lhe mostrar se está pronta ou não para o desfralde, por isso observe, escute, pergunte, converse com ela. O caminho da aquisição da consciência corporal é longo e cheio de altos e baixos, e é mediado pela mudança de auto imagem, desenvolvimento de linguagem e autonomia. 

Em um desfralde precoce os acidentes repetitivos podem causar estresse e frustração de ambas as partes, mãe e bebê, o que aumenta as chances de problemas de retenção da urina ou fezes, podendo causar desde prisão de ventre e infecção urinária, e é claro, afetar significativamente a autoimagem da criança, levando em médio e longo prazo problemas mais sérios como encoprese ou enurese detonada em diferentes situações emocionais . Por isso, observe, escute, converse e conheça seu filho profundamente; um desfralde na hora certa para seu filho só traz ganancias e vai lhe poupar muita dor de cabeça. Se sente dificuldades, procure ajuda. 

Zioneth Garcia
Dra. Ciências Biológicas - Consultora materna
Amamentação- Sono - Desmame Gentil - Desfralde - Educação Positiva
Contato   47 988213869 ( whatsapp)

Galeria de Fotos:


Voltar ao blog
© 2021 Spaço Mãe e Bebê . Todos os direitos reservados. Desenvolvido por